Palácio da Justiça recebe exposições sobre bonecas e dioramas de patrimônios históricos do Japão

As exposições ficarão abertas ao público de 20 de dezembro a março de 2019, em horário regular de visitação

Serão inauguradas, nesta quinta-feira (20/12), a partir das 9h, as exposições “Kyo-Ningyo: Bonecas do Japão” e “Dioramas de Patrimônios Mundiais Japoneses”, no Palácio da Justiça (Av. Eduardo Ribeiro, 901 – Centro). As mostras apresentam o acervo do Consulado Geral do Japão em Manaus e marcam o início das atividades comemorativas que acontecerão em 2019, em alusão aos 110 anos da imigração Japonesa no Brasil.

No Japão, existem bonecas chamadas “Nihon-Ningyo”, que possuem roupas e cabelos comuns à cultura japonesa. As “Nihon-Ningyo” fabricadas na cidade de Kyoto são chamadas de “Kyo-Ningyo”, que dão nome a exposição. Na primeira exposição, o público poderá conferir oito dessas bonecas, as quais, grande parte dos japoneses, especialmente em Kyoto, cuidam bem e sentem-se orgulhosos por tê-las.

Já “Dioramas de Patrimônios Mundiais Japoneses” registra reproduções em apresentação artística tridimensional, de forma realista, de 15 edificações reconhecidas como patrimônios mundiais pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Entre os dioramas a serem expostos estão o do grande templo budista Todaiji, que é atração principal da cidade de Nara; do Templo da Água Pura – Kiyomizudera, que fica ao leste da cidade de Kyoto; do domo de Genbaku ou domo da Bomba Atômica, representando o Memorial da Paz de Hiroshima e conservado nas mesmas condições de quando foi detonada a bomba atômica, em 6 de agosto de 1945; além de outros.

A visitação será gratuita e poderá ser feita até março de 2019, no horário de funcionamento do Palácio da Justiça: segunda a sexta, das 9h às 16h, aos sábados, das 13h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h.

“Silêncio” e “Filha da Maria” – Com curadoria do artista plástico e diretor de Museus da SEC, Turenko Beça, as exposições “Silêncio” e “Filha da Maria” ganham remontagem nesta sexta-feira (21/12), no Centro Cultural Usina Chaminé (Avenida Lourenço da Silva Braga, S/N – Centro).

A exposição “Silêncio” é composta por mais de 100 obras do artista plástico Manausmacaco e traz reflexões sobre questões como o consumismo desenfreado; o abate de animais; a ecologia e a sustentabilidade e o aquecimento global.

“Filha da Maria” possui mais de 40 obras da artista plástica Tatiana Sobreira, pintadas com diversos materiais que vão desde o esmalte, spray, tinta acrílica e tinta a óleo, apresentando a arte abstrata com temáticas diversas e experimentação, além de fazer várias referências às condições e representações do universo feminino.

As duas mostras ficarão abertas para até março de 2019, de segunda a sexta, das 9h às 16h, aos sábados, das 13h às 17h, e no domingo, das 9h às 13h. O acesso é gratuito.

FOTO: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here