Corpo de Dança do Amazonas lança documentário sobre a trajetória do grupo

A obra foi exibida pela primeira vez no Teatro Amazonas, na noite desta segunda-feira (19/11)

Reunindo depoimentos de bailarinos e colaboradores, o Corpo de Dança do Amazonas (CDA) lançou, na noite desta segunda-feira (19/11), um documentário sobre a trajetória do grupo que completa 20 anos. A obra, produzida pelo Governo Amazonino Mendes, por meio Secretaria de Estado de Cultura (SEC), contou ainda com apoio da Ruby Produções.

A primeira exibição do documentário ocorreu durante a estreia do espetáculo “Mata”, desenvolvido pelo coreógrafo Clébio Oliveira em homenagem aos 20 anos de fundação do Corpo Artístico, durante a 8ª edição do Festival Amazonas de Dança (FAD). Na ocasião, foram expostos, no hall do Teatro Amazonas, trajes que fizeram parte dos principais espetáculos do grupo como “CASARDÁ”, de Alex Soares; e “Grito Verde”, de Ivonice Satie.

Com 28 minutos de duração, o documentário, que contou com direção de Marcos Tupinambá, Thays Auzier e com produção de Wallace Heldon, reuniu o depoimento de pessoas como Joffre Santos, primeiro diretor artístico do CDA; do atual diretor, Getúlio Lima; de colaboradores como Monique Andrade, atual diretora do Balé Experimental do CDA, além de imagens de acervo do grupo em 20 anos de apresentações nacionais e internacionais.

O diretor do CDA, Getúlio Lima, afirma que a obra será divulgada em plataformas virtuais após a temporada de exibição do documentário em espaços culturais. “No documentário podemos ver um pouco desses 20 anos através de cada uma das coreografias que foram realizadas, dos nossos projetos e depoimentos de ex-integrantes, que contam um pouco do que foi desenvolvido nessas duas décadas”, explica. “Ainda estamos planejando o melhor local para realizar uma temporada de exibição do documentário, mas queremos levar a obra, quem sabe, para outros estados e países”.

20 anos de fundação – O Corpo de Dança do Amazonas (CDA) foi criado em 1998, pelo Governo do Amazonas, para compor os Corpos Artísticos da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). Ao longo dos anos, o grupo vem desenvolvendo um trabalho voltado às demandas do Estado, aprimorando os talentos amazônicos.

Entre os diretores do CDA, ao longo de 20 anos, estão Joffre Santos, que dirigiu o grupo de 1998 a 2002; Ivonice Satie, que foi diretora de 2002 a 2006; e desde 2007, Getúlio Lima dirige cerca de 26 bailarinos.

Para comemorar, o grupo também lançou uma nova coreografia, assinada poe Clébio Oliveira, e fez uma exposição com os principais trajes usados pelo grupo. Além disso, ao longo do ano, o CDA realizou diversas apresentações e projetos sociais em comemoração aos 20 anos do grupo.

Foto: Michael Dantas/SEC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here